de uma mãe fotógrafa

para mamães

  • Paloma Schell

A importância do Acompanhamento Baby

Conheça um pouco mais sobre os registros dessa fase mágica



Mais do que fotos bonitas e fofas, o Acompanhamento Baby tem como objetivo, evidenciar as principais mudanças que ocorrem com o bebê ao longo do seu primeiro ano de vida.


É um ano de muitas mudanças, cada dia será uma novidade, mas nada supera o fato de que passa muito rápido e, um dia, tudo o que restará serão as fotografias

Com a chegada do bebê descobre-se uma nova habilidade: a de tentar capturar aquele sorriso lindo e banguela que não vamos querer esquecer, de fotografar a careta, o soninho, o olhar, o amor... Tudo vira motivo para ser fotografado, e os pais estão corretos, é preciso registrar tudo, o tempo todo.

O que difere as fotos que fazemos no nosso dia a dia das realizadas pelos profissionais é, principalmente, o olhar e a técnica do fotógrafo. Ele sabe como usar a luz para valorizar aquele olhar curioso ou as dobrinhas dos braços, o dentinho que está nascendo. Seu olhar está treinado para registrar aquilo que você vai querer lembrar quando tudo tiver mudado.


As modalidades de acompanhamento podem ser:

  1. Mensal (mês à mês)

  2. Bimestral (aos 2, 4, 6, 8, 10 e 12 meses)

  3. Trimestral (aos 3, 6, 9 e 12 meses)

  4. Quadrimestral (aos 4, 8 e 12 meses)

  5. Semestral (aos 6 e aos 12 meses)

Nos acompanhamentos mensal e bimestral a percepção das mudanças são menores, mas pode ser interessante repetir uma determinada pose e, ao final do acompanhamento, montar todos os meses juntos, gerando a comparação entre as fases.

Já nos acompanhamentos trimestrais e quadrimestrais, a ideia é valorizar as mudanças, é ter o registro das principais fases do bebê, como os primeiros sorrisos, o sentar, engatinhar, andar... É o favorito das mamães.

Mas para quem prefere registros mais simples, o acompanhamento semestral é uma excelente opção, pois eterniza dois momentos bem significativos e diferentes.


Quando for contratar um fotógrafo para registrar o primeiro ano do seu filho, considere 3 pontos importantes (as mesmas dicas valem para o newborn):

  1. Você se identifica com o estilo do fotógrafo? Quando encontrar esse profissional, siga-o nas redes sociais, acompanhe o seu dia a dia, ao conhecê-lo mais de "perto" você terá mais confiança nas suas escolhas.

  2. Ele possui uma estrutura adequada para receber seu bebê? Nem sempre o fotógrafo tem um estúdio físico, mas mesmo para aqueles que atendem em externas ou na casa do cliente, o fotógrafo precisa oferecer o mínimo de estrutura para fotografar bebês. Suportes adequados e em tamanhos proporcionais ao bebê, higienização e organização dos acessórios são fundamentais para garantir que seu bebê esteja seguro.

  3. Você tem referências do profissional? Pesquise mais do que fotos bonitas ou um preço atrativo, buscar referências do profissional pode evitar frustrações quanto a qualidade das suas fotos.

Alguns fotógrafos oferecem pacotes fechados para o ano todo enquanto outros flexibilizam com sessões avulsas e, nesse caso, podem oferecer bônus de desconto para as próximas sessões. O importante é alinhar com o profissional para não perder a época de nenhum ensaio.

É um registro único do seu filho, o tempo não volta, então invista em quem vai lhe proporcionar uma linda recordação de momentos que deixarão saudade.

E vamos falar a verdade, é muita fofura né?!

Mas, independente de qualquer coisa, como mãe que já passou por isso duas vezes, lhe peço: "fotografe seu filho!", não deixe de registrar essa fase, mesmo que seja com o celular. O tempo não volta, mas a fotografia conforta o nosso coração de mãe.

Um beijo, Paloma Schell.


Texto e fotos: Paloma Schell copyright®

0 visualização

me acompanhe no instagram

fale comigo

Whatsapp +55 (48) 99900-6190

ou preencha o formulário.

comercial@palomaschell.com

Jurerê | Florianópolis | SC